Receba sua Proposta Técnica Comercial

    Adicionar Unidade

    Porque a terceirização é o elo estratégico da indústria?

    Contratar serviços terceirizados tem se tornado um elo importante e bastante estratégico na indústria brasileira. Além de fundamental na estrutura produtiva, é também determinante para a competitividade do setor. A terceirização está tão integrada à eficiência de diversos negócios, que mais da metade do setor industrial seria afetado negativamente caso se torne impossível recorrer à terceirização.

     

    Dados como esse, fornecidos por órgãos como a Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostram também que 69,7% das empresas do setor de transformação, extrativas e construção civil utilizam os serviços terceirizados como recurso e 84% pretendem manter ou ampliar a utilização nos próximos anos. Ainda segundo a CNI, trata-se de fenômeno irreversível e que reflete a divisão do trabalho moderno dentro do contexto globalizado de produção, destacando essa relevância, especialmente, nas cadeias de valor a nível internacional. 

     

    Pensando nisso, se a sua empresa precisa modernizar os processos, aumentar a produtividade e reduzir custos, é esse tipo de recurso que pode levar seus resultados para o próximo nível. Trouxemos neste conteúdo um pouco mais sobre a terceirização na indústria, as vantagens que podem trazer aos negócios e sua importância estratégica para a Indústria 4.0. Então, continue a leitura e confira!

    Afinal, o que é a terceirização?

    A terceirização do trabalho (também chamada de outsourcing ou externalização) é o processo em que uma companhia contrata uma outra empresa para realizar um ou mais serviços específicos. Nesse processo, a empresa que contrata o serviço terceirizado atua como intermediadora do serviço, mas as relações trabalhistas seguem funcionando entre o colaborador e a empresa prestadora de serviços, e não com a contratante. 

     

    A terceirização prevê que a empresa terceirizada realize os serviços contando com recursos de organização e autonomia técnica e jurídica próprias. Com isso, esse tipo de recurso acaba por substituir o processo de contratação de novos colaboradores individualmente.

     

    Normalmente, os exemplos mais comuns de terceirização envolvem serviços como limpeza,  manutenção, segurança, portaria e recepção. Esse tipo de atividade também é essencial para que uma empresa funcione adequadamente, mas normalmente não possui relação direta com o produto final de uma indústria. É chamada de atividade-meio.

    Já a atividade-fim é aquela que está diretamente ligada ao setor de atuação da empresa, ao seu core business. Por isso, a terceirização da atividade-fim sempre gerou mais discussões. Como exemplo, podemos citar: indústria automotiva, que terceirizam a produção de peças e equipamentos de automóveis ou, ainda, a indústria alimentícia com a terceirização da produção e industrialização de alimentos. 

     

    Mas é importante lembrar que as novas legislações  – Lei trabalhista  nº 13.467/2017 e Lei da terceirização nº 13.429/2017 – aumentaram a segurança jurídica quanto à terceirização. Todas as decisões do Superior Tribunal Federal (STF) sobre o tema desde então, confirmam a legalidade desse modelo, inclusive a terceirização da atividade-fim.

    A terceirização no setor industrial

    A terceirização do Brasil não é um fenômeno novo. Segundo pesquisa de 2018 feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 22% dos trabalhadores formais brasileiros já são terceirizados. A tendência é que esse número aumente ainda mais. Conforme destacamos, no setor industrial, a terceirização é ainda mais relevante para o crescimento e consolidação, mantendo a competitividade não apenas nacionalmente. 

     

    Ainda de acordo com os dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a terceirização não se resume a serviços de apoio (segurança, conservação e limpeza), mas principalmente, serviços de terceiros diretamente ligados à estratégia produtiva. Dos quatro principais serviços terceirizados, três cumprem essa finalidade: montagem e manutenção de equipamentos industriais, logística e transportes e serviços de consultoria técnica. 

     

    A CNI também identifica que 42% das empresas entrevistadas sofreriam com perda de competitividade se fossem impedidas de contratar terceiros. Outros 15,4% afirmam que uma ou mais linhas de produtos se tornariam inviáveis caso fossem proibidas de terceirizar. 

     

    Com isso em mente, trazemos o questionamento: Quais os principais motivos que levam tantos negócios a terceirizar os serviços? A resposta vai muito além da redução de custos!

    As vantagens da terceirização para a indústria

    Visando garantir sempre o melhor na entrega de seus produtos/serviços, as indústrias precisam de suporte eficiente em todas as frentes, especialmente por atuarem em demandas de grandes proporções. Dessa forma, a terceirização pode representar um trunfo estratégico e vamos mostrar os motivos. Confira abaixo:

    Redução de custos

    Normalmente, é o ponto que as pessoas mais associam com a terceirização e há motivos bem claros para isso. A redução de custos operacionais pode realmente ser significativa a partir da redução do tempo de produção e também de gastos com pessoal. Despesas trabalhistas e previdenciárias não fazem parte da relação com os trabalhadores terceirizados (eles continuam com seus direitos trabalhistas, mas a responsabilidade é da empresa prestadora de serviços que os contratou).

     

    Outros custos também podem ser reduzidos, como de insumos e manutenção de equipamentos.

    Apoio de especialistas

    Atividades-meio não são a especialidade da empresa. Por isso, contar com parceiros especialistas nessas tarefas é fundamental e um grande benefício da terceirização.

     

    Uma empresa de TI, por exemplo, está mais preparada para o desenvolvimento de software. Já uma empresa de segurança, já conta com profissionais capacitados para realização da proteção patrimonial e pessoal. Contar com esses serviços facilita o foco no trabalho principal de uma indústria e minimiza os transtornos. 

    Foco no core-business

    A terceirização permite que a indústria concentre todos os seus esforços na sua atividade principal, e evite preocupações com atividades que precisam de atuação especializada. Assim, a empresa pode aprimorar os seus processos produtivos, aumentando a qualidade de suas entregas, enquanto os terceirizados garantem a otimização dos serviços nas outras pontas.

     

    Dessa forma, sua equipe pode se concentrar no foco do negócio, pois conta com parceiros especialistas nas atividades cotidianas que são importantes para o funcionamento e entrega dos seus produtos.

    Previsibilidade de custos

    Mais do que a redução dos valores, é importante ressaltar que a terceirização permite a previsibilidade dos gastos. Com valores definidos por contrato, diminui a possibilidade de surpresas no fechamento das contas.

    Com essa informação mais exata, facilita o planejamento financeiro para focar em melhores resultados.

    Prioridade de investimentos

    Com a previsibilidade de custos e o foco do negócio voltado para a sua atividade principal, fica mais fácil visualizar oportunidades de investimentos voltadas para o core business.

     

    Das atividades que são terceirizadas, os custos de atividades como capacitação de pessoas, aquisição de equipamentos e materiais, manutenções frequentes, entre outros, podem ser reduzidos. Assim, é hora de focar nos profissionais e gestores, com treinamentos voltados para a área de atuação, especializando ainda mais sua mão-de-obra direta. 

     

    Esperamos ter esclarecido melhor sobre a importância da terceirização para a indústria, e gostaríamos de ressaltar também aqui o impacto que uma boa gestão desses contratos terceirizados pode ter na sua empresa, para que as vantagens possam acontecer, de fato. Por isso, separamos aqui Tudo que você precisa considerar no processo de terceirização e os 7 Erros que sua empresa não pode cometer na gestão de terceirizados. Não deixe de conferir e aproveite todos os benefícios da terceirização!